4 virtudes que todo analista precisa desenvolver

Eu já falei aqui sobre habilidades indispensáveis para a prática da Psicanálise e sobre as diferentes funções que o analista desempenha no tratamento.

Hoje quero abordar uma dimensão do ofício de psicanalista sobre a qual pouco se fala em nosso campo: trata-se do âmbito da ética do trabalho psicanalítico.

A absorção das teorias e o aprendizado da técnica não são suficientes para que uma pessoa consiga conduzir adequadamente uma terapia psicanalítica.

Ela precisará também desenvolver certas virtudes, ou seja, determinadas inclinações de natureza moral formadas por meio da prática constante e consciente da resistência a determinadas “tentações”.

Por exemplo, diante de um paciente que, após muitos meses de tratamento, ainda não consegue abandonar nenhum de seus sintomas, o analista é tentado a adotar práticas sugestivas, como dar conselhos e orientações, ao invés de continuar utilizando o método propriamente psicanalítico.

O analista só conseguirá resistir a essa tentação se tiver desenvolvido a virtude da PACIÊNCIA, ou seja, a disposição a perseverar em seu próprio caminho, tolerando contrariedades.

Existem várias virtudes fundamentais para o exercício do trabalho psicanalítico.

Além da já citada paciência, escolhi outras três (sinceridade, coragem e prudência) para serem abordadas aqui.

Quem está na CONFRARIA ANALÍTICA receberá, ainda hoje, uma AULA ESPECIAL em que faço comentários sobre cada uma dessas quatro virtudes e como elas se aplicam na prática da Psicanálise.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

[Vídeo] Pare de esperar garantias para mudar

Muitas pessoas enrolam para tomar decisões que elas já sabem que são necessárias porque ficam esperando um estado emocionalmente favorável ou um pouco mais de um suposto autoconhecimento.

No fundo, estão buscando uma garantia externa para não precisarem sustentar suas escolhas apenas com o próprio desejo.


LINK PARA SE CADASTRAR NO EVENTO GRATUITO E EXCLUSIVO “O QUE UM PSICANALISTA FAZ?” – 13/06, 20h – https://lucasnapolipsicanalista.kpages.online/comunidade-confraria-analitica

Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

[Vídeo] Encare o medo como um amigo chato

Se você ficar esperando o medo ir embora para colocar em prática os projetos que deseja, sinto muito, mas é provável que você desapareça antes dele.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

[Vídeo] O medo é condição da coragem

Ao contrário do que muita gente pensa, o medo não é necessariamente um obstáculo intransponível para o alcance de objetivos.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

Como se desenvolve a autoconfiança (parte 01)

Autoconfiança, portanto, poderia ser definida como a fé na própria capacidade de superar desafios. Quando estamos autoconfiantes, não sentimos medo do fracasso. Pelo contrário, conseguimos vislumbrar o sucesso com antecedência, pois temos a certeza de que somos aptos para chegar até ele.

É por isso que autoconfiança é diferente de coragem. Esta última é uma virtude, ou seja, uma atitude que depende de uma decisão consciente e voluntária do sujeito. Há pessoas, por exemplo, que quase nunca conseguem experimentar a autoconfiança, mas são extremamente corajosas. Elas estão o tempo todo morrendo de medo de fracassar, mas, exercitando a coragem, nunca fogem dos desafios que se apresentam.

Autoconfiança, por outro lado, é um fenômeno involuntário. Sendo assim, ninguém se torna mais autoconfiante por força de vontade. Nesse ponto o caro leitor pode ter ficado confuso. Até consigo imaginar alguns de vocês se perguntando: “Ué, mas se a autoconfiança não pode ser desenvolvida, então uma pessoa que raramente consegue ser autoconfiante morrerá assim?”. A minha resposta para essa questão é o velho e bom “Depende…”.

Explico: sim, é possível que uma pessoa se torne mais autoconfiante, mas, como assinalei acima, não por força de vontade. A autoconfiança pode ser “instalada”, digamos assim, numa pessoa por meio da única tecnologia existente que possibilita a transformação de aspectos psicológicos involuntários: a psicoterapia. Dito de outro modo: uma pessoa que quase nunca se mostra autoconfiante pode mudar “da água para o vinho” se engajar-se num bom processo psicoterapêutico.

Leia o texto completo clicando aqui.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

[Vídeo] Autoconfiança não é acreditar em si mesmo

Diferentemente do que se acredita, uma pessoa autoconfiante não acha que sempre pode vencer. Pelo contrário, ela sabe muito bem que pode fracassar, mas o forte desejo de acertar a torna capaz de correr o risco de errar. É essa intrepidez que diferencia os autoconfiantes dos inseguros.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

[Vídeo] Os DOIS FATORES que promovem a cura na Psicanálise

Ao contrário do que muita gente desinformada anda dizendo por aí, a Psicanálise funciona. E funciona não apenas eliminando sintomas, mas também promovendo uma transformação profunda na vida das pessoas. Quer saber quais são os dois fatores que tornam isso possível? Então assista a esse vídeo!

Pegue já um exemplar do meu ebook!