O que é falo? (parte 1)

Olá! Tudo bem? Este conteúdo não se encontra mais disponível aqui, pois foi reunido no ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”.

O livro será lançado no dia 15/10 às 07h da manhã em meu perfil no Instagram: http://instagram.com/lucasnapolipsicanalista

Comprando no dia do lançamento você obterá um desconto IMPERDÍVEL!

Ah, e nos três dias anteriores ao lançamento (12, 13 e 14) eu ministrarei um minicurso gratuito de introdução à Psicanálise. Então, siga-me lá no Instagram e não perca!

Autor: Lucas Nápoli

Lucas Nápoli é psicólogo, psicanalista e professor. Possui os títulos de Doutor em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É autor do livro "A Doença como Manifestação da Vida".

11 comentários em “O que é falo? (parte 1)”

  1. Falou e disse o grande Lucas, a idéia deturpada a respeito do falo só resumo aquilo que nós sempre conversamos nos bastidores da universidade. Pessoas que buscam apenas decorar chavões e não procuram compreender o contexto das coisas. Dá-lhe ” Psicanálise sem compreender Freud “… esse povo rs… !

  2. A tal da psicologia é complicada, já li diversos livros tentando entender um pouco que seja de Freud e suas idéias, li alguns sobre complexo de édipo, esse assunto que as pessoas demonstram tanto entendimento numa simples conversa de ônibus. Quando a gente (digo a gente enquanto leigos, não estudantes de psicologia, quiçá meros admiradores dessa arte) lemos um livro a respeito de Freud, psicanálise e etc, nós tomamos conta da dimensão, do universo, que certamente é muito maior do que as bobagens (e porque não asneiras) que muitas vezes falamos numa conversa, sem saber que não sabemos de nada a respeito. Às vezes é melhor ficar calado e dar uma de desentendido: “falo? É o que mesmo? Eu nem sei o que é isso…”

  3. ola,lucas adorei sua publicação,não faço psicologia mas pedagogia e uma das minhas disciplinas é piscanalise,mas o tempo é corrido e não da pra aprofuntar na tematica.Adorei,achei objetiva e clara sua explicação sobre o falo.Gostaria de saber se vc indica alguma leitura ou filme onde eu pudesse situar melhor a significação simbolica do falo?
    obrigado e meus parabens.

  4. Olá Priscila! Que ótimo que você gostou do texto! Infelizmente não estou me lembrando agora de nenhum filme que ilustre essa temática…

    Recomendo a você a leitura do livro “A Histeria” de Juan-David Nasio, em que o autor faz comentários bastante interessantes e esclarecedores sobre o falo e suas vicissitudes.

    Um forte abraço e apareça sempre!

  5. Lucas, sou estudante de psicologia, e estou no 3º semestre, entretanto eu não consigo até hoje compreender esses conceitos ”básicos” de Freud porque não gosto de Psicanálise. Acho que sou muito objetiva para tentar compreender.. Você Teria algum livro para me indicar com uma linguagem menos complexa para eu conseguir entender a psicanálise?? Porque creio que seja necessário eu saber esses conceitos e um pouco da psicanálise, apesar de não gostar!

    Obrigada.

  6. Olá Fernanda! Desculpe a demora na resposta. Sugiro que você leia outros artigos meus publicados aqui no site e também os livros da coleção “Psicanálise Passo-a-Passo” da editora Jorge Zahar. Veja os livros lançados até o momento aqui.

    Espero que você acabe gostando da teoria psicanalítica! 😉

    Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s