Redenção

Os dons de tua alma franciscana

Recolhia-as qual a soma dos dados

Sem saber que Javé só afana

Onde há pó de outros deuses cremados

 

Tuas sendas já não guiam meus pés

Verdugo, fiz perecer tua graça

Feito o povo que exaspera Moisés

Roubei-te o linho, te fiz linhaça

 

Mas tua ira fez-se eco em meu pensar

Da madeira dos ídolos adveio holocausto

E mesmo roto e maltrapilho advogo-lhe altar

 

Não como o Daquele que assenta na Terra os pés

Pois se no éter habitam espadaúdos

Só aqui adora-se a deusa que és

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s