Sobre a hipocrisia profissional dos psicanalistas

Sándor Ferenczi (1873-1933), médico e psicanalista húngaro, foi um dos discípulos mais próximos de Freud.

Ferenczi chegou, inclusive, a ser analisado pelo pai da Psicanálise.

Essa circunstância, aliás, foi fundamental para que Ferenczi começasse a propor inovações radicais tanto no plano da teoria quanto na técnica da Psicanálise.

Inovações que batiam de frente com algumas das ideias de Freud… 😬

Ferenczi passou a questionar a postura tradicional do analista no tratamento, considerando-a excessivamente fria, distante e, portanto, prejudicial ao paciente.

Por que prejudicial?

Porque, do ponto de vista de Ferenczi, o adoecimento emocional se desenvolveria justamente como resposta do sujeito a uma infância marcada pela falta de acolhimento e ausência de confiabilidade.

Para o autor, ao se colocar diante do paciente de maneira excessivamente formal, impassível e protocolar, o analista estaria agindo com HIPOCRISIA.

Sim, hipocrisia profissional.

Ferenczi soltou essa “bomba” pela primeira vez na conferência “Confusão de língua entre os adultos e a criança”, proferida no XII Congresso Internacional de Psicanálise e que se encontra disponível no volume IV das Obras Completas do autor.

Vocês podem imaginar a polêmica que isso causou no meio psicanalítico da época, né? 😅

Ferenczi estava simplesmente dizendo: “Galera, desculpem a sinceridade, mas a gente é tudo hipócrita…” 🤷🏻‍♂️

Freud, por exemplo, ficou chocado 😱 quando o colega levou para ele o artigo antes de apresentá-lo no Congresso e pediu para que Ferenczi reconsiderasse suas posições.

Mas ele não voltou atrás.

Ainda bem.

Quer saber mais sobre essa história de hipocrisia profissional?

Ainda hoje quem está na CONFRARIA ANALÍTICA receberá uma aula especial em que comento o trecho do artigo “Confusão de língua…” no qual Ferenczi fala do assunto.


Participe, por apenas R$39,99 por mês, da CONFRARIA ANALÍTICA, uma comunidade exclusiva, com aulas semanais ao vivo comigo, para quem deseja estudar Psicanálise de forma séria, rigorosa e profunda.

➤ Adquira o meu ebook “Psicanálise em Humanês: 16 conceitos psicanalíticos cruciais explicados de maneira fácil, clara e didática”

➤ Adquira o meu ebook “O que um psicanalista faz?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s